Adorar a Deus é reconhecê-Lo como Deus

A adoração é o primeiro ato da virtude da religião. Adorar a Deus é  reconhecê-Lo como Deus, como o Criador e o Salvador, o Senhor e o Mestre de  Tudo o que existe, o Amor infinito e misericordioso. “Adorarás o senhor teu Deus,  e só a ele prestarás culto” (Lc 4,8), diz Jesus, citando o Deuteronômio (6,13).

“Adorar a Deus é, no respeito e na submissão absoluta, reconhecer o nada da  criatura, que não existe a não ser por Deus. Adorar a Deus é, como Maria no  Magnificat, louvá-lo, exaltá-lo e humilhar-se a si mesmo, confessando com gratidão  que Ele fez grandes coisas e que seu nome é Santo. Adoração do Deus único liberta  o homem de se fechar em si mesmo, da escravidão do pecado e da idolatria do  mundo.” ( Catecismo da Igreja Católica n. 2096 e 2097).

Toda vez que estivermos perante o Santíssimo esteja Ele exposto ou no sacrário devemos nos colocar numa atitude de despojamento e professarmos  a fé na sua presença no pão e no vinho que para nós são Corpo e Sangue de Cristo. E podemos fazê-lo com estas palavras que foram proclamadas por o anjo que também apareceu aos três “pastorinhos” em sequência as aparições de Nossa Senhora de Fátima:

“Meu Deus! Eu creio, adoro, espero e amo-Vos; peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam”

Coord.  Ícaro Diniz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s